sexta-feira, fevereiro 11, 2005

Cufk, Tish, Sips...

Para os que não sabem, o título deste post é a letra de Tourette´s, que na realidade quer dizer - Fuck, Shit and Piss. E agora, passando a algo completamente diferente...

Não se tratava ( nem se trata ) de ser diferente, nem sequer de tentar ser diferente, é apenas uma questão de gosto pessoal. Encontro nos Nirvana algumas das músicas mais brilhantes e genuínas que conheço, mas também são deles algumas das músicas mais chatas que já ouvi. Exemplos? Em In Utero ( o melhor album de Nirvana, e o resto é conversa ) existem maravilhas como Frances Farmer ou Serve the Servants, mas nesse cd está uma aborrecida e repetitiva Rape Me. Em Nevermind temos Polly ( que, quanto a mim, nem na versão eléctrica de Incesticide se safa ), Something in the Way ( que é das musicas mais monótonas, monocórdicas e sem sal que já ouvi até hoje ), e Come as you Are, que é, provavelmente, a pior música de Nirvana e é, de certeza, a mais irritante. Acerca dos outros albuns, que são secundários ( se na discografia dos Nirvana apenas existissem Bleach e Incesticide, Cobain tinha sido apenas mais um junkie que tinha dado um tiro na cabeça, o Grunge não tinha saído de Seattle e os Guns n´ Roses ainda seriam os reis e senhores do planeta Rock), reservo-me ao direito de não me manifestar.

.

Os Nirvana são bons. Aliás, são excelentes mesmo! Deixaram ao mundo um legado fabuloso, abriram portas a muita gente, são um dos expoentes máximos no que diz respeito a integridade e honestidade na música, um exemplo a ter sempre em conta. Mas, ao contrário do que diz muito boa gente, não são perfeitos, e nem tudo o que fizeram tem qualidade. Cobain não era um deus, era apenas um gajo inconformado, nado e criado numa parvónia no meio de nenhures, que escrevia ( quase sempre ) boas canções e dava concertos fantásticos. E pelo que me foi dado a conhecer, ao longo destes 14 anos, nem ele queria ser visto como um deus. Ponto final, fim de questão.

Decidi-me por este post para esclarecer a minha posição acerca dos Nirvana, pois sei que há quem pense que eu embirro com eles, em especial com o Cobain. O que não podia ser mais falso. Eu gosto de Nirvana, bastante mesmo, apenas não acho que eles tenham sido a melhor banda que já existiu. Mas tenho plena noção que foram a banda mais importante para o universo musical desde o final da primeira geração do Punk. Não gostar de Cobain? Por acaso, o meu ódio de estimação nos Nirvana sempre foi o Novoselic, mas confesso que não tenho grande respeito por suicídas. Muito menos quando esse suicída tem o melhor emprego do mundo, e, além disso, é cobarde ao ponto de abandonar uma filha bébé nas mãos de uma pessoa como a Courtney Love. Pelo modo como Cobain decidiu terminar a sua existência, não tenho qualquer tipo consideração ou respeito, mas isso não significa que não simpatize com ele. Aliás, qualquer tipo que goste de Rock, e que cresça numa parvónia, cercado por pessoas de vistas curtas e de língua comprida, facilmente se consegue identificar ( e simpatizar ) com Cobain e com a raiva e inconformismo da música dos Nirvana. Tudo aquilo é genuíno e real, e as pessoas “verdadeiras” encontram ali abrigo.



Falo aqui dos Nirvana porque eles são importantes. E merecem ser eternamente recordados, devido a essa mesma importância, que tiveram na música e na vida de milhões espalhados por todo o mundo ( ainda hoje me auto-mutilo por me ter baldado ao concerto de Cascais, para ir ver um BenficaPorto, mas pelo menos a vitória foi nossa ). A minha adolescência teria sido uma seca sem os Nirvana e sem todas aquelas bandas que eles me deram a conhecer ( dos Mudhoney aos Sonic Youth, e muitas mais ). Devia-lhes este post, por tudo o que representaram – e representam - na minha vida, por intermináveis horas de prazer, por terem sido muitas vezes um escape, uma bóia de salvação ( como canta, e bem, o Lint em Radio – “when i got the music, i´ve got a place to go!” ). Por tudo isto, fica aqui a minha homenagem e agradecimento a Kurt Cobain e aos Nirvana. Se faço parte da Geração Nirvana? Farei sempre. Orgulhosamente!

Mini-Sagres na mão, uma bela tocha acesa e um rádio com Tourette´s a tocar no volume máximo! Mais do que suficiente para este ser um bom fds!

Comments:
I am my own parasite
I don't need a host to live
We feed off of each other
We can share our endorphins
 
SONIC YOUTH !!!!:D
 
Amigo gostei do teu post,surpreendeu-me um bocado.Não concordo ctg em relação a uma coisa, polly e something in the way são más musicas? Deprimentes?
Seguindo esse raciocinio 80% das musicas de bad astronaut são lixo.. Nirvana ainda ganha pontos no factor originalidade. pois tem á volta de 13 anos de avanço sobre as musicas deprimintes e repetitivas do ultimo album de bad astronaut que tanto ouves. Quanto a mim Nirvana ganha o prémio de unica banda que nunca ousou fazer uma musica má. É um facto e quanto a isso não há argumentos. "don´t tell me what i wanna hear.."
 
My dear Mais Forte: Não encontro qualquer semelhança entre a banda do Joey e a banda do Kurt. E acho que devias ler melhor o que disse nesse paragrafo- é que comecei por dizer que era uma questão de gosto pessoal, logo aí, posso dizer que qq musica que nao me agrade é má, ok?

NIrvana ganha pontos por ter sido a banda certa na altura certa, por mais nada. E isso de nunca ter feito uma musica má... voltamos ás opiniões pessoais, que são como as pilas, cada um tem a sua! abraço
 
My Dear Pharaó,a semelhança entre a banda do kurt e a banda do cape (e mais 300) é muita,mesmo muita. não pelo genero musical,é verdade,mas mas basta olhares para o que lagwagon fazia em 1991 e o que fazia na mesma data nirvana.Quando ouves,por exemplo,a 1º musica do ultimo album de bad astronaut notas claramente a influencia dessas tais musicas depressivas e monocordicas que foram feitas exactamente na mesma altura em que o srº joey cape faziam albuns como o duh.. É aqui que está a diferença entre Nirvana e todos os outros,são pioneiros no que fizeram,servem de inspiração para centenas de bandas e continuarão a servir.Não quero que me intrepretes mal,gosto de bad astronaut e respeito muito e admiro o trabalho do joey cape (principalmente pelo que faz em lagwagon),dei esse exemplo como poderia ter dado qualquer outro.
Quanto ao paragrafo em que tratas incesticide e bleach como albuns secundários.. aqui não preciso de dizer nada,os caros leitores após lerêm o post oiçam os albuns e então ai talvez percebam que en nirvana albuns principais e albuns secundários simplesmente não existem,músicas como "downer","love buzz","big cheese", "Aneurysm","big long now" só por si nunca podem fazer parte de albuns secundários.
 
Volto a pedir ao caro amigo para reler o que escrevi nesse parágrafo. o que eu disse foi- que se na discografia dos nirvana so existissem esses dois albuns, ninguem, ou muito pouca gente, iria conhecer o trabalho deles, e muito menos conhecer todas aquelas bandas da mesma altura. Todos sabemos que o boom se deu com o nevermind e que o in utero e uma obra de arte. Nao digo que incesticide e bleach sejam maus, mas estao muito aquem dos outros dois, é so perguntar a quem quiser!
 
My dear pharaó,como vº Exº referiu e muito bem as opinio«ões são como as pilas,para mim bleach é melhor que Nevermind,considerando tanto um como o outro excelentes.Agora de massas não falo porque isso não tem nada a ver com musica e afinal de contas o que está em causa é mesmo a musica não quantos milhares compraram este ou aquele disco.
 
Teve bem o meu caro amigo neste ultimo comentario. Aqui o assunto e mesmo a musica e não a industria que faz vender discos-mas o Cobain foi o primeiro a admitir que a pasdsagem para uma major deveu-se ao facto de pretender que as suas musicas tivessem uma maior exposiçao. Mas um disco vender mais ou menos nao faz com ele seja melhor ou pior que qualquer outro, certo? Aceito e respeito a sua opiniao sobre este assunto, reservando-me ao direito de manter a minha opiniao acerca dos discos em questao. Alias, tudo o que penso sobre os nirvana e sua musica ficou bem expresso e fundamentado nos dois post acerca deles. Dou este caso como encerrado. Abraço
 
É isso mesmo meu carissimo Maior!
 
Nirvana e Bad Astronaut?Nada a ver....nada!!!O duh é mau albúm?Vê a data que tem e vê a merda do punk que data de 2002 para a frente.Comparar alhos com bogalhos!Cheers!
 
Enviar um comentário

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?


Click Here