quinta-feira, setembro 02, 2004

Vida de Mini

Ser Mini não é fácil, verdade seja dita, se fosse não tinha piada nenhuma. Ser mini é tarefa árdua que requer esforço, dedicação e amor, muito amor (já que estamos a falar nisso também requer um investimento do caraças em diversas áreas, que deixarei por mencionar, de modo a que a vossa imaginação seja posta a prova!) Resumindo, a vida não é fácil.
Primeiro porque é complicado um gajo mexer-se dentro daquele espaço de dimensões reduzidas de parede unica e de vidro. Dormir é mentira (o que me da montes de tempo para pensar nestes disparates todos)por motivos que me parecem bastante obvios. Aliás, só quem nunca viveu numa garrafa ou quem nunca teve o prazer de segurar a bela garrafa, pode não entender o que estou a dizer.
Dar a bela da mija é complicado. Para os menos atentos, aquilo não tem wc nem um mísero canto pra satisfazer as necessidades basicas. É triste confessar, mas precisamos sempre de ajuda, e mesmo assim só ficamos com duas opções- uma é extremamente demorada, pois é necessário que alguém beba todo o líquido e aproveitar a boleia (não recomendo, o sistema digestivo cheira mesmo mal e é mais desconfortavel que a garrafa). A outra opção é tentar passar pelo gargalo e voltar a entrar, que é também uma tarefa herculea,garanto. Então se tiver carica...
É claro que, como tudo, tem as suas vantagens. A alimentação consiste numa rigorosa dieta de cevada fermentada, uma das poucas coisas das quais nunca me farto. Mas estamos aqui para falar de dificuldades.
Ouvir música ou conversar com alguém também é fodido. Parece que acabámos de sair do mar ou que estamos dentro de uma piscina (odeio a palavra piscina, não me perguntem porquê), tudo nos soa aquelas vozes que se ouvem nos filmes manhosos, enquanto dura a camera lenta. Estes pequenos dramas com que me deparo dia após dia não são fáceis de suportar e só não conto mais nada pra não alarmar possíveis-futuros-candidatos-a-minis (não que eu vos vá dizer onde se faz o casting, mas...).
Mas o que realmente me indigna e enfurece são aquelas garrafas "novas", aquelas tipo supositório (aposto que são as preferidas do Castelo Branco e do puto dos Fingertips. E dai até não, eles não devem beber minis). Aquilo é la´garrafa que se apresente para uma mini? Que alminha se vai lembrar de fazer uma merda daquelas, que mal dá pra segurar se tiver bem fresca ou se forem umas três da manhã? É como vos digo, a vida, com todas estas condicionantes, não é nada fácil.
É pá,e pela ultima vez- não, eu quando crescer não quero ser uma média. Uma litrada ainda era aquela, mas média NUNCA!

Comments:
Tu n queres crescer??????? Tou chocada!!!!
 
Acabei de beber uma mini, foi uma mini branca agora ao pequeno almoço e como não me apetece bulir vim para a net por isso lembrei-me de vir ao blog. Só para ver se estava tudo bem. OFFSPRING tava pejado da gajas boas e o gordo ganhou o premio visual mais alternativo da sala. Já agora manda uma msg a dizer quando queres que te entregue o pedal e o cd de toranja.

abrAço
 
Continuo a achar que certas pessoas que deixam aqui os seus comentarios não sabem mesmo ler. E que tal ler e tentar entender antes de escrever merda? Pra dizer merda estamos cá nos.
 
Enviar um comentário

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?


Click Here