terça-feira, setembro 28, 2004

The idiots are taking over!

Na minha primeira aula de jornalismo fui ensinado a separar as águas (nada de piadinhas...). Não se deve misturar o que é de interesse público com o que é de interesse do público, e isso cria a fronteira entre o bom e o mau jornalismo!

Se o director de informação do canal 4 da tv pública não gostasse tanto do belo e chorudo cheque que recebe, a nossa televisão podia ser um bocadinho melhor, mas acho que, ao invés de director de informação, podemos mudar o seu cargo para filho-da-puta ganancioso que só quer é guito! Eu nem sou muito de tv, mas quando vejo gosto de ver algo de qualidade, porque já existem os jogos dos lagartinhos a representar a má programação! Resumindo, o produto que nos chega, escolhido pelo senhor que citei, não é bom nem é mau, é uma merda!

É triste e lamentavel o critério (ou a falta de) desses noticiários, que se limitam a falar da desgraça alheia, em reportagens de longos minutos e em horário nobre, enquanto as verdadeiras notícias são sistematicamente postas de parte, ou então, passam em breves peças -sempre curtas, de modo a não saturar o espectador.

O país vive agora em volta da Joana. Isto é (bom) jornalismo? Sera notícia para ocupar uns bons 10 minutos (senão mais!) de cada bloco informativo? Por favor, haja paciência...
Porque que eles não falam dos reféns que morrem no Iraque quase diariamente (o que poderá ter consequências bem graves para todo o mundo)? E a Celeste Cardona a liderar a C.G.D.? E a reforma do toni que bazou de lá? E o preço do barril de crude, que já supera os 50 Dolars? E a barracada que aconteceu com as listas nos liceus? Para mau jornalismo já temos bastantes exemplos na imprensa, não é necessária mais nenhuma colaboração!

Sei que, se este texto tivesse uma ampla divulgação, a maioria das pessoas não ia entender a minha indignação. Porque a maioria dos portugueses come o que lhe é posto a frente sem sequer se questionar sobre aquilo que esta a comer, e o grave desta situação é que os tugas são assim e são felizes.
Ao analisarmos todos os meios de comunicação nacional, facilmente nos apercebemos que 85% dos casos estamos a diante de merda que "(...) só fala merda!"

Faz-me angustia este marasmo, este deixa andar. E não compreendo como é que as pessoas não se apercebem do que se passa em seu redor ( ou se essa noção existe o caso é mais grave, porque percebem e não se preocupam!). A vida neste país não é só futebol e telenovelas (ou não deveria ser...), não é so falar de compras e da vida dos outros, não é só dizer que nada funciona, quando se fica especado a espera que algo mude!

O primeiro passo para a consciensialização é estar bem informado. Para haver mudança é preciso agir. Não se deixem dormir!

Comments:
Tanto não me deixo dormir que são quase seis da manhã e estou aqui numa de insónia a pensar nos males do mundo...
Mas tens razão, e por isso é que normalmente opto por canais estrangeiros, ou pela série cómica que estiver a dar noutro canal qualquer, que mais vale rir por coisas que valem a pena, em vez de rir para não chorar perante o nosso brilhante jornalismo.
Aliás, sabiam que houve uma alma iluminada na SIC que descobriu o VÍRUS da Tuberculose... Nem comento....
 
Não é de esquecer que o director geral da tvi só recebe o cheque que recebe devido a neste pais de merda existirem 6 milhões de URSOS que passam o dia a coçar as válvulas e a esgalhá-las a olhar rebarbádamente para gajas como a Inês Castelo Branco,(isto é de lamentar)!
 
eu acho a ines castel-branco um ganda naco, e quem manda aqui sou eu! alem de que deve ser das poucas coisas (ela e o glorioso) que me fazem parar em frente a uma tv ligada no canal 4 (nao digo tvi porque dizer palavroes e feio!)
 
O meu caro não deixa de ter a sua razão. Contudo nunca é demias deixar no ar algumas considerações.A verdadeira notícia é akela que tem uma conotação negativa, ou seja, é mais fácil captarmos a atenção do público com um sismo que ocorreu do outro lado do planeta e que matou 1000 pessoas do que por exemplo os nossos acidentes rodoviários. Uma notícia tem regras ou seja tem que ser necessáriamente negativa, pertencer a países de elite( esta opção nem sempre é linear). O que me interessa saber se todos os dias morrem pelo menos entre 100 a 300 crianças à fome na Somália...não interessa.. que interesse económico tem esse país para que lhe seja dada essa importância.
O outro assunto já tem a ver com o conteúdo da própria notícia ou seja aí temos exemplos flagrantes de como não se fazer jornalismo. O grave não é quem o faz, porque esses já são maus suficientes. O preocupante é quem está do lado de cá do televisor e leva tudo como um dado adquirido e não tem a capacidade de filtragem como muitas pessoas.
Quando falamos em comodismo, apatia, inércia temos então que nos virar para esse unuverso de pessoas que têm por obrigação de contestar, uma vez que, se elas têm a capacidade de filtrar, também a devem ter para contestar.
Não é tão fácil como parece uma vez que existem conjunturas e não são só económicas ...são também de ideias e ideais..
 
Apenas a consciencia de cada um pode levar a melhorias. o bom jornalista e o bom tele-espectador sao conceitos que nao existem (assim como a boa noticia)fora da opiniao de cada ser. nao vale globalizar, este blog nao foi criado para fazer um mundo melhor.
 
Felizmente não vivemos sozinhos...desde sempre foi complicado viver em grupo..quando o interesse particular seja porque razão for, se impor ao grupo nunca haverá consenso..( Kapitalismo = Egoísmo = Diferenciação = Injustiça...por aí fora )
A liberdade tal como nós keremos só existe verdadeiramente num sítio...dentro da nós( digo nossa cabeça), aí ninguém pode intrevir por mais k keira..
 
...e nao foi isso que eu disse?
 
Tava a traduzir...tinha acabado de falar de filtragem?isto é um blog vê se não falas em hieroglíficos...
 
Ificos só conheço frigoríficos,pra arrefecer a jola!

este blog ainda vai ser uma cuba virtual!
 
Vira-se uma Rata para a outra e diz:

-Ouvi dizer que não te vens!

-O quê?
Isso são as más linguas!
 
Mão te interessa quando morrem entre 100 a 300 crianças á fome.(seja onde for,nãoé o pais onde moram que faz com que seja mais ou menos crianças do que a criança que um dia foste)

Com uma exclamação dessas é obvio que não escolheste o teu username ao acaso...
 
erro ortográfico.

Mão por não.
 
meu caro mini-sagres,

gosto muito do seu texto, espanta é que só agora tenha notado isso. A informação já não serve apenas para informar (se é que alguma vez serviu). A informação é um produto que tem de ser vendido. e é mais fácil vender um rebuçado a uma criança que uma saca de alface. POr falar em vender, recorda-se certamente da antiga grande reportagem, e no que ela está hoje tansformada. Quando passou a ser vendida em maior quantidade (um anexo do JN) deixou de exercer o pap~el social de informar e passou moldar a informação ao público alvo. Morreu.
 
caro poeta das caraíbas..estamos a constatar factos, ou seja, o k é k faz uma notícia e não a emitir juízos de valor..é bonito o que disseste mas não se enquadra no caso em questão..
 
..e já agora não vamos esquecer que isto é um blog onde são permitidos erros ortográficos...



Ler cabeçalho above..
 
resposta óbviamente a sopas..acerca das crianças...
 
"o que me interessa saber se todos os dias morrem pelo menos entre 100 a 300 crianças á fome na somália(...)não tem interesse económico.

Esta foi a tua frase meu amigo!
Revelaste uma surpreendente e muito preocupante falta de interesse por informação válida,real e acima de tudo muito trágica.
Então se isto não te interessa devo dizer-te que devias pensar bem acerca do que significa humanismo,ética e civismo.
 
e já agora.. existe muita coisa que é permitido mas não é por isso que a faço.
 
respeitando o teor e objectivo deste blog..não vou fazer comentários..nem kero que cheguemos a nenhuma conclusão porque tal como foi dito..não estamos aqui para arranjar soluções..mas para opinar..assim sendo peço só que se leia e interprete as citações com atenção.Tal como tinha afirmado anteriormente, é por falta e capacidade de interpretação que se criam confusões e às vezes nem se criam porque não sabem mais.
Vamos tentar contextualizar ao lermos...ok? agradecido...
 
Meu caro amigo,sabe o que lhe digo?
quem opina só por dizer que não está calado o melhor que tem a fazer é por o dedinho no rabinho e a seguir cheirar. esse individuo chegará á facil conclusão de que o seu dedo cheira a merda.concluirá de seguida de que a SOLUÇÃO para o sucedido será passar o pobre dedinho por agua.

assim sendo esse individuo sem querer arranjou uma solução rápida e eficáz para o sucedido!

Tal como opinar sem ter algum tipo de solução para o assunto é tão grave como introduzir o pobre dedinho no rabinho sem ter agua para lhe dar o posterior banhinho.

penso que desta forma ficamos esclarecidos.
 
.... .... ...
 
o Gervásio conseguiu em 3 minutos...tá complicado..
 
Caro amigo: vejo que por aste caminho não chegaremos a bom porto.segundo a minha prespectiva de objectividade penso que quanto a este post tenho tudo dito e dou com este comment por encerrada a minha intervenção no mesmo.
Aproveito tb para lhe pedir as mais sinceras desculpas pelo sucedido na passada sexta-feira-foi infeliz da minha parte e sou o primeiro a reconhece-lo.
tudo o que foi dito relativamente a este post foi na desportiva sem qualquer tipo de ofença,substimação de valores intelectuais e muito menos pessoais.
Com os melhores cumprimentos e um grande abraço.

Perdi.
 
Até k enfim chegámos ao que keríamos...tava a tentar chegar aí desde o meu 1º comentário. Aceito as desculpas porque é muito raro as pessoas reconhecerrem os próprios erros. Aceito e retribuo..
Ass. Jorge W.BUsh
 
olha,estes pulhas ficam-se assim? atao e a mocada? e o insulto facil? nao e mais fix? desculpas e coisa de lagartos (ai o que eu disse...) hehehe
 
Enviar um comentário

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?


Click Here